Quanto cobrar por uma palestra?

In Empreendedorismo by Boleto Fácil Comments

Pessoas que estudam com afinco, publicam textos ou vídeos e se tornam experts na sua área são frequentemente convidadas ou oferecem palestras para se expressar, debater temas importantes e compartilhar conhecimento. Com a internet, então, o número de palestrantes e talentos capazes de prender a atenção de uma plateia só está crescendo.

Mas quando você é convidado para apresentar suas ideias em universidades, escolas, empresas ou eventos, surge a dúvida: quanto cobrar por uma palestra? Existe uma fórmula matemática para estipular o valor?

De acordo com o mercado, o preço médio a cobrar por palestra vai de R$ 6.000,00 a R$ 8.000,00. Vale lembrar que cada palestrante é diferente e possui necessidades específicas, que levam em consideração:

  • O porte do evento, que inclui o orçamento de quem está contratando você, qual é o tamanho esperado da plateia, se o evento será aberto ou terá bilheteria.
  • O perfil do público: são empresários? Universitários? Fãs? Seu trabalho é reconhecido por essas pessoas? Quanto estão dispostos a pagar para vê-lo?
  • O trabalho da sua equipe. Como palestrante, você não pode cuidar de tudo sozinho e precisa de pessoas responsáveis pelo marketing (para garantir a divulgação do seu material), pela organização financeira e pela logística, para garantir que tudo saia como planejado.

O que fazer para incluir isso no meu preço?

Na hora de calcular quanto cobrar, considere o pagamento da equipe, o valor mínimo que pode ser arrecadado pela instituição contratante (com a venda de ingressos, por exemplo) e quanto estão dispostos a pagar. Inclua, também, possíveis gastos (como o transporte) e o lucro que deseja ter.

A partir disso, estipule um preço para oferecer aos clientes e não negocie para valores menores – afinal, você está vendendo seu tempo, trabalho e imagem profissional, então precisa manter um padrão e garantir que, ao pagar esse valor, a empresa contratará uma palestra com qualidade e conteúdo.

Mas para quem está começando ou tem clientes que não podem pagar o valor total, uma boa ideia é fazer a palestra de graça ou, se insistirem em um pagamento muito abaixo da média, pedir que revertam esse valor na compra de algum produto seu ou em ações sociais. Dessa forma, você não se vende por qualquer preço, cria uma boa imagem no mercado e garante que a empresa, se gostar do seu trabalho, vai ficar interessada em pagar o valor que você propõe na próxima vez.

Como posso me destacar nesse mercado?

Agora que você já sabe qual é a melhor forma de calcular e cobrar pela sua palestra, confira as nossas dicas para deixar o seu negócio ainda mais profissional:

Crie landing pages

Dentro do seu próprio site, redirecione os interessados em palestras à uma página específica, que traga todas as informações sobre os temas que você trabalha, formato da sua apresentação, disponibilidade e contato. Com isso, as empresas e instituições conseguem obter todos os dados rapidamente e você pode atendê-las de forma mais objetiva.

Fale das palestras nas redes sociais

Não precisa fazer da sua página no Facebook, Twitter ou Instagram um canal de vendas, mas lembre-se de falar sobre os locais em que está palestrando, faça posts sobre esse serviço e mostre ao público quem você é. Nas redes sociais, a visibilidade é ainda maior e, com esse tipo de divulgação, empresas e funcionários de RH podem encontrar você com mais facilidade.

Tenha seu próprio canal no YouTube

O YouTube é um dos maiores aliados para os palestrantes – e também foi graças a essa plataforma que muitos autores e pesquisadores puderam levar seus estudos ou publicações aos palcos de eventos, conferências e auditórios. Além de criar um canal para transmitir partes de eventos e palestras que você realiza, invista em conteúdo exclusivo para a rede, oferecendo pílulas de conhecimento a cada vídeo – uma dica, notícia ou debate sobre um assunto que você domina, por exemplo. É uma maneira de deixar o público interessado e com vontade de assistir às suas palestras para saber mais.

Explore um diferencial

Você gosta de fazer palestras no meio do público, de igual para igual? Costuma criar apresentações criativas, com imagens e gifs, que ajudam a contar uma história? Ou prefere se destacar com um visual alternativo? Seja qual for o perfil da sua palestra (dicas de negócios, assuntos rotineiros ou grandes aulas sobre um tema que você pesquisa), encontre o que diferencia você de outros palestrantes e explore essa característica.

Estude muito!

Um palestrante, assim como qualquer profissional, precisa estar sempre atualizado e conhecer obras, lançamentos e tecnologias que envolvem o seu mercado de trabalho. Quanto mais você souber sobre o assunto da palestra, maior é a sua capacidade de argumentação, o reconhecimento por outros profissionais e, consequentemente, a chance de ser convidado para falar sobre aquilo.

Mantenha o contato com as empresas

Networking é tudo. Não deixe o contato com as empresas que convidaram você acabar na última palestra ou negociação. É importante estar sempre por dentro das ações dos clientes, se mostrar interessado no crescimento e interagir com o público que já assistiu às suas apresentações. Ao ficar próximo dos locais em que já trabalhou, você garante que lembrarão do seu material em um próximo evento ou até na hora de indicar palestrantes a algum parceiro.

Facilite a forma de pagamento

Já definiu o valor do seu trabalho, mas ainda precisa fechar a forma de pagamento? Opte pelo Boleto Fácil, que permite ao cliente negociar datas, incluir o valor com mais segurança no fluxo de caixa da empresa e não exige tarifas para transferência ou deslocamento para um depósito em banco.

Com o Boleto Fácil, você pode deixar o seu boleto mais profissional, adicionando uma logo, além de anexar arquivos diretamente neste documento. Tudo isso com as melhores taxas do mercado!

É um palestrante? Quais dicas você tem sobre esse mercado? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!